segunda-feira, junho 24, 2024
HomeDestaquesBrasileira derrota argentina e conquista cinturão mundial no boxe profissional

Brasileira derrota argentina e conquista cinturão mundial no boxe profissional

Bia Ferreira se aproxima do feito histórico de se tornar a primeira mulher a ser campeã mundial de boxe profissional e ganhar uma medalha de ouro olímpica no mesmo ano.

A brasileira Bia Ferreira derrotou a argentina Yanina Del Carmen Lescano em um combate emocionante que foi paralisado no sexto round por conta de sangramento excessivo da adversária. A luta começou com as duas atletas se estudando, mas Lescano levou a melhor nos primeiros rounds.

No entanto, Bia Ferreira ajustou sua estratégia a partir do segundo assalto e dominou o combate, acertando golpes duros na linha de cintura da oponente. No quinto round, a brasileira abriu um corte no supercílio de Lescano, que sangrou muito no sexto round, levando o árbitro a interromper a luta e decretar a vitória de Bia por nocaute técnico.

Com essa conquista, Bia Ferreira se aproxima do feito histórico de se tornar a primeira mulher a ser campeã mundial de boxe profissional e ganhar uma medalha de ouro olímpica no mesmo ano.

A brasileira, que já é favorita ao ouro na categoria até 60kg nos Jogos Olímpicos de Paris-2024, se mostrou confiante e ambiciosa para o futuro:

“Estou muito feliz. Alcancei o objetivo, mas a luta não saiu como a gente planejou. Agora a meta é ser campeã olímpica. E eu prometo que a próxima luta vai ser melhor do que essa. Brasil, representei. Estou levando para casa mais um título mundial. Obrigado pela força e pela energia. Missão dada é missão cumprida. Com certeza é o primeiro de muitos!”.  

Bia Ferreira

O combate começou com estudo por parte das duas atletas, mas Lescano foi mais incisiva nos golpes e venceu o primeiro round.

No intervalo, o técnico Mateus Alves orientou Bia a baixar a linha de guarda e se concentrar na defesa.

Seguindo as instruções do treinador, Bia voltou melhor no segundo assalto e conectou uma sequência de golpes na adversária, culminando com uma forte esquerda no queixo.

No terceiro round, a brasileira trocou golpes com a guarda baixa e foi punida por Lescano. “Você está muito desatenta na defesa e se atirando demais nos golpes. Você tem que se impor”, reclamou Mateus Alves.

Após a bronca do treinador, Bia Ferreira se transformou. Com golpes duros na linha de cintura, a brasileira percebeu que a argentina estava fraquejando e partiu para o ataque.

No quinto round, o domínio foi total e ela abriu um corte no supercílio de Lescano. No sexto round, Bia Ferreira intensificou a pressão e Lescano, sangrando muito, não aguentou mais. A luta foi paralisada e, após analisar o estado da argentina, o árbitro decretou o nocaute técnico e a vitória da brasileira.

Redação com CM7

Quem leu, leu também...
segunda-feira, junho 24, 2024
Propaganda

Populares