segunda-feira, junho 24, 2024
HomeDestaquesSefaz alerta população sobre golpes utilizando pagamento do IPVA

Sefaz alerta população sobre golpes utilizando pagamento do IPVA

A Secretaria de Fazenda de Mato Grosso (Sefaz MT) alerta os contribuintes sobre golpes envolvendo o pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). À medida que o prazo de vencimento do tributo se aproxima e há um aumento na demanda pela emissão do documento de arrecadação, essas práticas ilícitas têm se intensificado, resultando em prejuízos financeiros para muitos cidadãos.

Para evitar cair no golpe, a Sefaz orienta que os motoristas utilizem apenas os canais oficiais para acessar o sistema do IPVA e emitir o boleto. Dentre eles estão o site da secretaria – www.sefaz.mt.gov.br, o portal de serviços do Governo do Estado – www.portal.mt.gov.br, o site do Detran – www.detran.mt.gov.br e o aplicativo MT Cidadão.

O cidadão também deve evitar usar buscadores como Google, OperaGX, Yahoo, Bing, entre outros. Como a maioria das páginas falsas são patrocinadas, elas aparecem em destaque ao fazer a pesquisa. Portanto, se for necessário usar essas ferramentas, a pessoa deve evitar palavras-chave como “IPVA SEFAZ MT”.

Outra recomendação é sempre verificar os dados de quem vai receber antes de efetivar o pagamento. O nome que deve aparecer no comprovante é “Estado de Mato Grosso”.

De acordo com as denúncias recebidas pela Sefaz, sites falsos que imitam o portal da Sefaz e o sistema do IPVA são criados para cobrar o imposto. Essa é uma prática recorrente, que acontece em vários Estados, principalmente perto do período de pagamento do imposto. Para atrair as vítimas, são oferecidos descontos com percentuais diferentes dos concedidos pelo Governo do Estado.

Caso algum contribuinte tenha caído no golpe, a orientação é que um Boletim de Ocorrência (BO) seja registrado junto à Polícia Civil, de forma presencial ou por meio da Delegacia Virtual. Denúncias informando o site falso também podem ser feitas no Fale Cidadão, da ouvidoria da Controladoria Geral do Estado (CGE), ou na ouvidoria da Sefaz.

*Fontee: SEFAZ/MT

Quem leu, leu também...
segunda-feira, junho 24, 2024
Propaganda

Populares